Tá, e daí?

O Denke ich... está entrando em férias. Fico no Brasil até o Ano Novo e depois volto para mais três meses de estágio na Deutsche Welle em Bonn, desta vez na redação da rádio em português para a África.

Depois desses quatro meses na Alemanha, cheguei à conclusão de que a primeira impressão não é a que fica. Apesar de no início a adaptação ter sido difícil, acabei me acostumando com a minha casa, minha rotina, fiz amigos e, quando voltei da Espanha primeiro para Düsseldorf e depois para o Brasil, tive a sensação de estar duplamente em casa.

Por outro lado, sinto que nunca mais vou me sentir 100% em casa outra vez. Quando estiver lá vou sentir saudades das coisas daqui e vice-versa. Outras pessoas me disseram que sentem o mesmo, e, ao que parece, esse é um processo sem volta. Mas essa não é uma sensação ruim, é só diferente. No voo da Tam para Floripa vi uma propaganda que dizia "Não é o lugar que nos faz sentir em casa. São as pessoas."

Minha casa ficou maior.

Bis bald!

Nenhum comentário:

Postar um comentário