Bonn, Bonn

Soube hoje que não vou morar em Düsseldorf, como eu imaginava. A Ute me mandou e-mail avisando que vai me pegar no aeroporto e vamos direto pra Bonn. Se eu "não estiver muito cansada" (eu nunca estou!), vamos sair pra jantar, e vou conhecer meu colega bolsista da República Centro-Africana - fiquei deveras envergonhada por nem saber que existia... meu professor falou que é uma ex-colônia francesa logo acima do Congo.

Aí soube também que vou passar os quatro meses em Bonn mesmo, e morar metade do tempo num quarto no Instituto Goethe e a outra metade num apê.

Não sei se acho isso bom ou ruim... Düsseldorf ouvi dizer que é uma cidade grande e bacana, embora meio esnobe, por ser um polo de moda. Bonn me disseram que é pequena e pacata - fui pesquisar e tem 300 mil habitantes, o tamanho de Florianópolis. Ah, nem é tão pequeno assim, vai, pra mim, que sou meio bicho-do-mato, tá ótimo. Além do que é também uma cidade universitária e fica pertinho de Colônia, que todo mundo diz que é supimpa.

Enfim, venha o que vier, tudo é muito Bonn!! (trocadiho batido e infame. êêê!)

Mais glossário

Olha que jóia, descobri que a Deutsche-Welle tem um glossário inteiro de termos jornalísticos, de A a Z. Interessante pra se familiarizar com as expressões usadas em matérias.

Segue o link: Glossar Deutsche-Welle

Mais um pra coleção.
Bom mesmo seria se as palavras entrassem na cabeça da gente depois de ler uma ou duas vezes. Ontem mesmo levei uma surra de um texto que traduzi para o Ambiente Já.

Hoje faltam exatamente quatro semanas para a partida.
E tenho só mais 17 aulas particulares até lá.
Tem que entrar na cabeça de qualquer jeito.