Última matéria na DW... foi pra capa!

Fechei meu estágio na redação brasileira online da Deutsche Welle de uma forma muito especial. Hoje à tarde minha entrevista com a ex-ministra do Meio Ambiente e provável futura candidata à presidência Marina Silva entrou na página como artigo principal do dia.

















Viva!

Preparativos para a Eurotrip

Já estou de malas prontas. Amanhã é meu último dia aqui na redação Online da Deutsche Welle. Quinta vou para a Ute e sábado embarco para a Itália. Consegui lugar para ficar em Roma e em Paris pelo CouchSurfing, com um pessoal muuuito gente boa.

Ah, tenho uma ressalva sobra as companhias aéreas baratas. Meu voo pra Roma é pela Ryanair, e o aeroporto fica a 150 km da minha casa, então vou ter despesas extras para ir até lá, fora a mão-de-obra. Não sei se o preço compensou...

Dia 14 de novembro embarco para o Brasil. Chego na Ilha Mágica às 17h do dia 15/11. Aí serão seis semanas de férias e em janeiro volto para cá.

Mas antes disso espero ter muita coisa boa pra contar!

Próxima parada: Halloween em Roma!

Neve no topo da Alemanha!

Neste final de semana estivemos em Munique, na tradicional Baviera, que é algo como o Rio Grande do Sul da Alemanha. A cidade é linda de tirar o fôlego.

Mas o MAIS FENOMENAL de tudo foi irmos ao Zugspitze, o ponto culminante da Alemanha, nos Alpes, com 2.963 m de altitude. Vi neve pela primeira vez, tava que nem criança.

Foi em um dos dias mais bonitos do ano, segundo nos contaram uns tios que moram lá perto. Sol, pouco vento, tudo branco... e nem tava tão frio assim. Acho que fez -1ºC, mas a sensação térmica era de um inverno normal. Foi também o primeiro dia da temporada de esqui deste ano. Eu até que tentei...

Tem zilhões de fotos no álbum.

Antes de voltarmos pra casa, fizemos uma visita à Nova Pinacoteca, com obras de arte do século 18 ao século 20. Vi originais de Monet, Manet, van Gogh, Cezàne, Rembrant, Goya, Picasso... ah, fala sério.

Bom dia, Berlim

As pessoas me falavam que quando eu conhecesse Berlim, não ia querer mais saber de nenhuma outra cidade na Alemanha. Er... Berlim é bem grande, bonita, tem muitos museus, parques, História, gente de todo tipo e tal. Mas também achei meio underground demais pro meu gosto, meio cinza, suja.

Dizem que lá é bom porque tem de tudo. Bem, eu não preciso de tudo, então os berlinenses que me desculpem, mas meu coração ainda bate por Colônia... eheh.

Estive lá no final de semana passado, fiquei na casa do Gabriel. Foi muito legal, andamos o centro todo de bicicleta, comemos Bratwurst na banquinha da calçada, tirei quase 300 fotos (aliás, já estão no álbum). Sábado à noite ainda encontrei o Mariano Senna, meu ex-chefe na agência de notícias AmbienteJA, e tomamos uma cerveja num barzinho de música brasileira.

Fui e voltei com aquele site de caronas que eu tinha falado, o Mitfahrgelegenheit. Na ida fui com outras três meninas num Golf. Andamos a maior parte do tempo seguramente acima dos 200 km/h.

Na volta, um momento de tensão. A carona que eu tinha combinado furou e tive que achar outra em cima da hora. Depois de uns dez "desculpe, já está lotado", consegui um lugar.

Só que o motorista tinha nome turco - me falaram que os turcos em Berlim são meio estranhos, totalmente diferentes dos turcos da Turquia ou de outras partes da Alemanha -, aí o Gabriel pra mim: "Se tiverem três turcos no carro, não te deixo entrar." Risos.

Passamos o dia naquela agonia e, quando chegamos, o motorista era super gente boa, de origem turca - mas acho que nasceu na Alemanha, porque falava alemão perfeitamente -, estava viajando com a irmã e levando mais um guri alemão de carona. O carro era um Mercedes Classe Não-sei-o-quê que só faltava levantar voo. Banco de couro, painel de mogno, uns 30 metros quadrados de espaço interno, luzinhas nos frisos das portas, era o ICE das caronas. O Gabriel pra mim: "tu tens mais sorte do que juízo mesmo."

Eu: "Eu sei."

Missão dada é missão cumprida

Só fui terminar o relatório, lógico, na terça-feira, prazo final. Acordei às 4h da manhã e trabalhei direto sem pausa pro almoço até 19h30.

Mandei pra Ute e ela me respondeu dizendo que ficou "maravilhosamente inspirado" e que os erros de ortografia e gramática - que devem ser zilhões, porque não deu tempo de pedir pra ninguém revisar - são bem simples de resolver.

Ufa.

Pra eu ficar completamente feliz, agora só falta uma resposta positiva do TesDaF semana que vem. rezarezarezareza...

O relatório

Tenho que escrever um relatório sobre a minha experiência na Alemanha para o livro da Fundação Heinz-Kühn. São dez páginas em alemão. Sorte que eu já escrevi praticamente tudo no blog, fica mais fácil de lembrar. Tenho que entregar até terça-feira. Desejem-me sorte.

p.s.: E neste final de semana... Berlim! (+ previsão de chuva e frio)

Conclusões sobre -2ºC

Não foi tão ruim quanto eu esperava. Notas:

1) Meia calça de malha + meia de algodão + bota = pés gelados
2) Meia calça de malha + calça jeans = pernas geladas
3) Camiseta de algodão + segunda pele + básica de lã + casaco de pêlo + cachecol = peito, costas e pescoço quentinhos.

CouchSurfing, o paraíso dos mochileiros

É muito simples, você coloca seu sofá à disposição de viajantes do mundo inteiro e pode "surfar" no sofá deles também.

Me registrei há algumas semanas no CouchSurfing e achei o projeto muito, muito bacana. A idéia da rede de intercâmbio de mochileiros não e só se hospedar de graça na casa dos outros, mas fazer turismo de verdade, estar na casa de alguém que mora lá, conhecer realmente o lugar.

Não é obrigatório oferecer um sofá para surfar em um, e também não precisa necessariamente se hospedar na casa de alguém para fazer parte do projeto.

Semana passada, por exemplo, eu fui em um encontro semanal do pessoal do CS em Colônia. Tinha umas 40 pessoas, alemães e estrangeiros, todo mundo super bacana, com espírito de viajante. Conheci umas meninas alemãs muito gente boa.

Achei mais uma tribo.

Não estou rindo, estou sorrindo

Aconteceu no sábado, em um bar típico alemão em Colônia. Fui no banheiro e na saída sorri pro tio da limpeza. Ele se indignou:

- Qual é a graça?
- Como?
- Qual é a graça? Do que você tá rindo?
- (!?) Eu não estou rindo, estou sorrindo para o senhor...
- Ah, obrigado - ele baixou a cabeça e respondeu baixinho.

Essa é a prova de que não vemos o mundo como ele é, mas como nós somos. Fiquei com pena do velhinho.

Para entrar em uma discoteca em Bonn você tem que implorar

Fomos na última sexta-feira e foi bem estressante. Só conseguimos entrar na terceira que tentamos, e isso porque eu perdi a paciência e discuti com o cara.

Em Bonn eles olham pra você e decidem se vão deixar entrar ou não. O problema é que geralmente estamos em grandes grupos, e eles não gostam.

Na sexta saímos do happy hour do Goethe pra ir dançar, éramos pelo menos 15 pessoas, a maioria homens e com cara de árabe, aí já viu. Na terceira tentativa, o cara disse que estava lotado. Falamos que a maioria era estudande, aque aquilo era um absurdo e tal, aí o cara: "Ah, vocês são estudantes? Então podem entrar."

Entramos e estava vazio, só nós lá dentro. Pagamos caro e saí de lá fedendo a cigarro.

Não, não, muito obrigada. Da próxima vez fico no bar tomando a minha Kölsch.

Adoradora do Sol

Comecei a desenvolver um costume estranho aqui. Como é tão comum o tempo estar nublado e chuvoso, cada vez que abre uma fresta na nuvem eu corro para a janela, pra ganhar um beijo do sol.

Essa semana acho que ele vem nos visitar todos os dias. Viva!

Mais uma leva de matérias publicadas na DW-World.de

CULTURA | 08.10.2009
Romeno-alemã Herta Müller ganha Prêmio Nobel de Literatura 2009

MUNDO | 08.10.2009
Camisinha feminina com farpas é arma contra o abuso sexual
Essa matéria foi responsável por um recorde de acessos na página da DW no dia em que foi publicada. Sozinha, recebeu 40.208 cliques.

MUNDO | 06.10.2009
Metade dos recém-nascidos em países ricos chegará aos 100 anos, afirma estudo

UNIÃO EUROPEIA | 04.10.2009
Comissão Europeia distribui frutas nas escolas para combater sobrepeso

MUNDO | 01.10.2009
Conheça os perfis das cidades que querem sediar os Jogos de 2016

CULTURA | 30.09.2009
Prêmio visa ampliar conceito de "literatura internacional" na Alemanha

CULTURA | 26.09.2009
Beleza de Weimar também se deve a quatro gerações de mulheres mecenas

CULTURA | 23.09.2009
Conselho de Judeus exige cancelamento de peça de R.W. Fassbinder

BRASIL | 22.09.2009
Resultado das eleições alemãs pode influenciar parcerias com o Brasil no setor energético
Essa é a minha matéria preferida, porque é 100% minha*. Entre outros sites, foi reproduzida na Folha de São Paulo, no site da Abril e no UOL.

* A maioria das matérias que faço são adaptadas das versões originais em inglês, alemão ou espanhol. Alguns textos, como os de Cidades&Roteiros, também são integralmente meus, mas nem sempre têm entrevistas.

Show de luz e dança das águas em Bonn (vídeo)



Fomos assistir ao espetáculo nas comemorações de 3 de outubro. As imagens eram projetadas em um chafariz e a água dançou ao som de um repertório muito bacana.

No início, os espertos ficaram bem embaixo da água e tomaram o maior banho (vide gritos). Depois achamos um lugar melhor.

Gente, por favor, assiste ao vídeo, deu um trabalhão pra editar.

Olha, mãe, sem o dicionário!

Hoje por curiosidade abri a newsletter DaF, da Deutsche Welle . São pequenos textos com quatro parágrafos e glossário, feitos especialmente para quem está aprendendo alemão.

A última vez que tinha lido uma delas foi antes de vir pra Alemanha. Elas eram a minha rotina quando comecei a estudar. Eu sublinhava o que não entendia, procurava no dicionário e daí fazia a leitura final.

Fiquei feliz de ver que não preciso mais dos passos 1 e 2.

Alguma coisa esquisita no ar

Desde a semana passada que os trens se atrasam todos os dias. Hoje foram mais de 15 minutos, e ninguém deu nenhuma explicação, o que para os padrões daqui é muito estranho.

Acho que tem a ver com a ameaça de atentado terrorista que fizeram contra a Alemanha. Circularam uns vídeos na internet na semana anterior às eleições com um integrante da Al-Qaeda alertando os alemães para que não votassem no partido que defende a manutenção das tropas alemãs no Afeganistão, caso contrário o país sofreria as consequências.

Bem, o partido conservador se re-elegeu (agora tem hífen, né?), mas felizmente não aconteceu nada. O policiamento da Oktoberfest em Munique foi reforçado e prenderam alguns suspeitos em Berlim. Ontem a Claudia chegou na DW dizendo que estava o maior tumulto na estação central de Bonn por causa de uma suspeita de bomba. Dezenas de policiais pra todo lado.

Hoje tinha um soldado alemão no trem que eu peguei - esse que se atrasou 15 minutos - ele passou duas vezes no meu vagão, procurando sei lá o quê.

Curioso como essa história de terrorismo toma outra dimensão aqui. Se fala muito no assunto, sai sempre no jornal, a polícia está sempre a postos. O pessoal fica até meio neurótico.

Quando falta luz, sai no jornal

A Rosa Helena mora na Alemanha há 37 anos e não se lembra de ter faltado luz na casa dela. A Regina está aqui há 20 anos e disse que aconteceu três vezes.

Eles estavam tentando lembrar e o Rodrigo disse que leu no jornal uma vez que faltou energia. Aqui falta de luz é notícia... eheh.

A última foi há três anos, quando uma nevasca derrubou postes e alguns vilarejos no sul ficaram às escuras.

E olha que na Alemanha nem tem lombinhas.

3 de outubro: dia da Reunificação alemã

Hoje a Alemanha comemora os 19 anos da reunificação do país.

Pra quem não lembra:

Depois de perder a guerra, em 1945, a Alemanha foi repartida entre os vencedores, que eram os Aliados (EUA, URSS, Inglaterra e França).

O bloco oriental, oficialmente República Democrática da Alemanha (DDR) seguia o regime socialista liderado pela União Soviética, e o ocidental, oficialmente República Federal da Alemanha (BDR), era conduzido sob o regime capitalista.

Em 1961 foi erguido o muro de Berlim, dividindo o país em dois. O episódio marcou o início da Guerra Fria.

Em novembro de 1989 caiu o muro (nossa, eu me lembro disso. Era criança e vi na TV). Depois de alguns meses de tratativas políticas, em 3 de outubro de 1990 a DDR foi dissolvida, e a Alemanha voltou a ser oficialmente uma só, a BRD - Bundesrepublik Deutschland, República Federal da Alemanha.

Para saber mais sobre a reunificação: http://www.dw-world.de/dw/0,,12345,00.html

Parabéns pra eles. Dir alles gut, Deutschland!

P.S.: E um parabéns especial para a minha avó, Luci, que faz aniversário no dia 3 de outubro há mais tempo (não muito, né, vó... eheh).

Rio 2016

Todo mundo aqui me parabenizando pela escolha do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas. Recebi e-mail, SMS, recado no Facebook, eheh, como se o mérito fosse meu.

Parabéns ao Rio! Espero receber meus próprios cumprimentos quando sair o resultado do TestDaF.

"Os brasileiros são super legais, mas tão barulhentos..."

Essa é a nossa fama na Deutsche Welle... eheh. Na hora do cafezinho depois do almoço a nossa mesa é a única às gargalhadas. Esses dias saímos do elevador e as duas mulheres que estavam esperando com aquela cara de 'mas que baderna é essa?' riram e disseram: "Esses brasileiros..."

A outra vez aconteceu também no elevador, a Rosa tava contando. O diálogo entre ela e um senhor que não tinha acordado em um bom dia foi mais ou menos assim:

- Bom dia, como vai?
- Comigo vai tudo bem, e com o senhor?
- Não dá pra entender isso! Com vocês brasileiros está sempre tudo bem! Como pode? - Ela arregalou os olhos tentando descobrir se ele estava falando sério. Estava.
- Hã... mas é que comigo está tudo realmente muito bem...

Ela contou a história ontem na cervejaria, despedida da Erika (shuiff...). A gente ouviu essa e outras, claro, às gargalhadas.

Fotos no álbum.