Considerações sobre o frio

Essa semana a temperatura média em Bonn e Brühl foi de -5ºC. Pra dizer a verdade, não notei muita diferença entre o zero grau e os -5. E também não passei mais frio do que já senti na caçamba de uma camionete em São José dos Ausentes, na Serra Gaúcha - pelo menos duas pessoas no mundo sabem do que eu estou falando -, ou seja, é um "muito frio" tolerável.

Os alemães costumam dizer que não existe tempo ruim, apenas roupa inadequada. Meu figurino diário tem sido: meia calça fio 40, meia grossa, calça jeans, camiseta de algodão, blusa segunda pele, blusa de lã de gola alta, casaco até o joelho, cachecol e botas.

Os pés ficam sempre gelados, isso é um fato que a pessoa tem que aceitar. A parte da perna entre a bota e o casaco, idem. Em compensação, o peito e o pescoço ficam quentinhos, até debaixo de neve, como peguei pela primeira vez hoje em Bonn.

A neve, aliás, é um parágrafo à parte. Ela não é comportada que nem a chuva, que cai de cima para baixo e respeita o guarda-chuva. Não. Os flocos são como plumas, voam na horizontal e parecem que escaneiam a gente em busca de frestas no casaco. Quando tocam na pele são tão gelados que chega a dar um choque.

O pessoal hoje estava comentando que vem uma nevasca forte no domingo. Eu vou estar em casa, bem quentinha...

3 comentários:

  1. uma das pessoas aqui, lembra o frio da camionete! tolerável, sei.

    ResponderExcluir
  2. hehe, eu lembro como se fosse ontem! ê, tempo bom...

    ResponderExcluir
  3. Oi Francis!

    Descobri seu blog hoje e já li um montão de coisas.
    Meu marido e eu estamos de mudança para a Alemanha daqui exatos 15 dias! Meedooo...
    Gostamos muito do blog, das dicas e do seu senso de humor! :)

    Parabéns!! Vou acompanhar sempre!
    Bjos

    Daniele

    ResponderExcluir