Fraudarôsa

Muito prazer, sou eu.

A primeira vez que me chamaram assim faz um ano, quando fui abrir a conta no banco aqui na Alemanha. Eu não respondi, claro, não achei que fosse comigo. Meu nome completo é Francis da Rosa França, mas profissionalmente assino Francis França.

Ao preencher formulários, tenho que colocar o nome como está no passaporte, senão dá problema. E como na Alemanha eles não estão acostumados a dois sobrenomes mais uma preposição, encurtam a história.

Assim me tornei Frau da Rosa, ou seja, Dona da Rosa, porque aqui eles sempre chamam as pessoas pelo sobrenome.

Agora já acostumei.

2 comentários:

  1. Muito prazer, Fraudarôsa.

    Essa coisa de sobrenome é complicada. Acho muita mudança de pais para pais num assunto que deveria ser simples: o proprio nome das pessoas.

    Na Espanha, por sermos diferentes do resto da Europa, não encurtamos, alongamos. Que eu saiba, na Espanha, quando alguém que tem um único sobrenome ganha a nacionalidade duplica-se este para cumprir com lei: ter dois sobrenomes.

    Assinado: Seujodrigues

    ResponderExcluir
  2. Francis.
    agora pensa no meu problema....

    Sobrenome Goulart da Silva
    Nome: Geiza

    Mas o nome passa a ser. Gueiza, Gueissa, Geussa, e JezziB (para os amigos do paquistao)

    E na aula os prof chamam pelo sobrenome...coisa estranha... mas ai o professor... engasga...para... bla bla Silva...

    'e muito estranho..

    ResponderExcluir