O preço das coisas

Eu faço as contas e fico abismada com o preço das coisas na Alemanha e como o custo de vida aqui é proporcionalmente mais baixo do que no Brasil - em Florianópolis, pelo menos, que é de onde eu posso falar. A comida, especialmente. Só pra dar alguns exemplos:

1 kg de arroz parboilizado (barato): Floripa = R$ 1,65 / Bonn = 0,89 €
1 litro de leite integral de caixinha: Floripa = R$ 1,69 / Bonn = 0,56 €
500 g de café de boa qualidade: Floripa = R$ 6,99 / Bonn = 4,99 €

E por aí vai. Sem contar outras coisas, como aluguel, energia, telefone celular. No caso dos alimentos, um dos motivos é porque o governo alemão subvenciona alguns produtos importados, para que cheguem às gôndolas do supermercado com o mesmo preço dos produtos nacionais.

No preço dos carros a diferença é ridícula. Um Honda Fit, que no Brasil custa mais de R$ 50 mil, aqui é vendido por 13.000 €. Ou um Mercedes Classe C, que no Brasil custa R$ 120 mil e aqui se compra por 32.000 €.

Daí vem um leitor e diz: "Ah, Francis, mas se eu for comprar aí para trazer para o Brasil, com o câmbio, os impostos e o frete, vai custar a mesma coisa."

Sim, mas não é isso que eu quero dizer. O que quero dizer é que uma pessoa que ganha 1.000 € de salário na Alemanha tem um poder de compra muito maior do que uma pessoa que ganha R$ 1.000 no Brasil.

Isto é, além de os países desenvolvidos serem mais ricos e a renda média da população ser mais alta, essa renda ainda compra muito mais do que a equivalente no Brasil.

Só pra terminar essa reflexão, você sabe qual é a cidade mais cara do mundo? Tóquio? Errou. Tóquio é a segunda. A cidade com o custo de vida mais alto do mundo fica na África. É Luanda, capital de Angola, país onde 70% da população vive abaixo da linha da pobreza.

3 comentários:

  1. Injusto! Percebi quando estive em Leipzig e enchia duas sacolas no super com apenas 10 euros!
    Aqui no Brasil ganhamos pouco e gastamos muito!

    ResponderExcluir
  2. Só por comentar, também é muito grande a diferença de poder de compra entre espanhois e franceses ou alemães. As coisas na Espanha são mais caras, tanto em valor absoluto como, especialmente, em valor relativo ja que temos salarios bem menores. E aqui não tem nada a ver o cambio da moeda.
    E realmente sim, os preços no Brasil são muito altos. Aluguel, combustivel, telefone... são muito caros mesmo.

    ResponderExcluir
  3. bem assim mesmo. Falo com amigos do rasil eles nao conseguem entendem a diferenca, fazem o cambio de 1000 euros pra reais, ai explico sobre o poder de compra do salario minimo do brasil e do salario minimo da Alemanha, alguns entendem, mas ja desisti de ficar explicando certas coisas. :p

    ResponderExcluir