O tio da batata!!

Rá! Consegui registrar esse momento folclórico do cotidiano em Brühl.



Obs.: Isso não é uma gravação, e ele não tem microfone.

São as águas de março...

...abrindo a PRIMAVERA!!

Sábado fez 12ºC em Brühl, com céu azul e brisa nas plantinhas. Dizem as santas línguas que o inverno foi-se embora de vez, e até o final do mês as janelas da Alemanha devem estar entupidas de flores.

Depois de experimentar o inverno, fica fácil entender por que os alemães ficam tão felizes com o verão.

Carnaval de Colônia

Parte 1: O desespero

Os estagiários da redação foram escolhidos para cobrir o carnaval de Colônia, que é o maior da Alemanha, talvez da Europa e há quem diga que é o mais bam-bam-bam depois do brasileiro. Quem me conhece, sabe como eu odeio adoro o carnaval, então levantei hoje de manhã como quem ia pra forca.

Ao frio de -5ºC, saímos eu, a neve e a dor de cabeça. Eu ia bem desconfiada pela rua por não ver ninguém fantasiado. Eu não estava exatamente fantasiada, mas coloquei o cachecol mais colorido que tinha e pintei o nariz de vermelho, pra não destoar muito.

(Tenho um trauma com essa coisa de se fantasiar. Foi na Semana Farroupilha, quando eu tinha 7 anos. O caso é que a Semana Farroupilha não é de segunda a sexta. Se o 20 de setembro cai numa quinta-feira, a semana começa na quinta anterior e vai até o dia 20. Aos 7 anos de idade eu não sabia disso e fui vestida de prenda na sexta-feira. Resultado: eu era a única menina pilchada de toda a escola. Aí até hoje, dez anos depois (eheh), eu fico ressabiada.)

Cheguei na estação de trem e encontrei o primeiro bando de ursos polares com cachecol. Ufa... Depois ainda chegou um búfalo, alguns vampiros e um milho transgênico. Apesar de eu ser a mais discretinha de toda a plataforma, tava todo mundo interessadíssimo no meu microfone e no gravador.

Quando o trem começou a andar - e só depois disso - eu me dei conta de que tinha saído uma hora mais cedo. Estúpida...

Parte 2: A redenção

Cheguei na Severinskirchplatz, isto é, a Praça da Igreja do Severino, e o pessoal já estava animado. As fantasias hilárias e o extraordinário bom humor daquela alemoada toda acabaram amolecendo o meu coração. Minutos depois eu já estava balançando com a galera ao som de "In Kölle jebützt", que no dialeto local significa "Beijado em Colônia", o slogan desse carnaval. Em um ímpeto de atrevimento, os alemães têm permissão para dar bitocas no rosto uns dos outros. Igualzinho no Brasil.

Falando nisso, o frio foi um escândalo. Ao meio-dia a sensação térmica em Colônia era de -8ºC. Depois de duas horas, eu não sentia mais os dedos das mãos nem dos pés. E o frio dói. A sensação é de que alguém está prensando seus dedos com um alicate. Eu batendo queixo e todo mundo na maior empolgação. Algumas meninas estavam de mini-saia e meia arrastão, como se isso adiantasse pra alguma coisa. Aff, no Brasil soltar a franga é menos martirizante.

Resumo final da história: curti pra caramba!

Eis as fotos:

Câmera indiscreta (frustrada)

Passei a manhã toda de butuca pra filmar o tio da batata e ele não apareceu. Ele passa toda terça de manhã aqui na rua, berrando a pulmões de tenor:

"Kartofeeeeeeeln, oooobst, ái oooooooobst"
"Batataaaaaaaaa, vegetais, ái vegetaaaaaaais"

Dá pra ouvir claramente com as janelas fechadas, aquelas de vidro com isolamento térmico. Hoje ouvi a sineta e me preparei: câmera no parapeito da janela, modo vídeo selecionado, eu naquela expectativa.

Depois, silêncio. Foi só para eu encarangar com a janela aberta ao frio de -8ºC (a propósito, lembra da previsão do tempo no post anterior? Esquece).

Te espero terça que vem, tio da batata, me aguarde...

Imersão para TOEFL

Como aconteceu com o TestDaF, tenho prova do TOEFL no dia 13/2 e vou mergulhar nos livros.

Reconheço que este blog está meio chatinho... por enquanto vai indo assim, aos trancos, mas prometo que a partir do dia 14/2 a coisa engrena de novo.

Ah... e vá preparando seu coração para um evento inesquecível: O carnaval de Colônia!

Boletins na DW-Rádio em Janeiro

14 de janeiro - manhã
Estudo do Ipea indica que Brasil pode erradicar pobreza extrema em 2016 - aos 18'40''

17 de janeiro - noite
Programa Juventude em Foco - O programa começa aos 13'12''. Fiz a locução e uma matéria que começa aos 16'25'' sobre o ensino obrigatório de História da África nas escolas brasileiras .

19 de janeiro - manhã
Organizações internacionais denunciam danos da GDF Suez no Rio Madeira - aos 24'00''

21 de janeiro - noite
Pescadores da Baía de Sepetiba vão à Alemanha protestar contra ThyssenKrupp - aos 13'35''

24 de janeiro - noite
Programa Juventude em Foco, locução. O programa começa aos 14'38''

25 de janeiro - manhã
Fórum Social Mundial mudou a mentalidade do mundo, dizem líderes sociais, aos 10'30''

26 de janeiro - noite
Entrevista com Leonardo Boff sobre Fórum Social Mundial, aos 20'31''

27 de janeiro - manhã
Justiça Federal dá sentenças favoráveis à construção das usinas do Rio Madeira, aos 19'29''

27 de janeiro - noite
Manuel Zelaya deixa embaixada brasileira em Tegucigalpa, aos 23'40''

28 de janeiro - noite
Brasil compra 83 milhões de vacinas contra vírus da Gripe A, aos 19'15''

31 de janeiro - Noite