Roma precisa de uma Marcha das Vadias

Amigos homens: quando forem a Roma, não façam como os romanos - pelo menos na maneira de tratar as turistas.

Estive em Roma pela primeira vez em 2009, como contei aqui no blog. Visitei a cidade guiada por um amigo italiano que conheci pelo CouchSurfing e amei tudo: as pessoas, os lugares, a comida. Voltei ao Brasil e conheci um romano em Floripa também pelo CS, gente boníssima, nos falamos até hoje.

Voltei a Roma este ano e a experiência foi totalmente diferente - e estressante. O que mudou? Desta vez eu não estava com um amigo homem, mas com três outras mulheres. E o fato de estarmos "desacompanhadas" parece ter feito os romanos - dos garçons aos policiais, passando pelos funcionários de museus - perderem totalmente a noção do respeito.

Andávamos na rua ouvindo gracinhas o tempo todo. E não eram galanteios ou cantadas divertidas. Era de "vem cá, amorzinho, que eu tenho uma coisa grande pra você" pra baixo. No Coliseu quase saí no braço com um safado.

Meu vestido e meu cabelo solto não são um convite

Quanto estou com meu namorado ou com algum amigo, essas coisas nunca acontecem. Se o Sérgio - o amigo de Roma que conheci em Floripa - estivesse conosco, por exemplo, nada de mais teria acontecido. E pensar nisso me deixa ainda mais revoltada. Por que só merecemos respeito quando há um homem por perto?

Acho que Roma precisa de uma Marcha das Vadias, a SlutWalk, movimento que começou em abril, no Canadá, depois de um policial de Vancouver dizer que as mulheres não deviam se vestir como vadias se não quisessem ser estupradas.

A SlutWalk quer mostrar aos homens que o fato de uma mulher usar uma saia não dá ao homem o direito de agredi-la sexualmente.

6 comentários:

  1. Gostei muito da crítica postada neste blog,contra a falta de respeito por parte dos Romanos em relação as turistas que vão em busca de fatos históricos importantes.É inacreditável que em tempos modernos e atuais ainda existam seres do sexo masculino que se acham superiores ao valores mais importantes dos seres humanos tais como, respeito, boa educação e dignidade social.

    ResponderExcluir
  2. olá Francis! Copiei um post do seu blog e publiquei no blog 'sem ralo' (semralo.blogspot.com). se vc nao concordar, deixe um comentario no proprio post q retiro, ok? obrigada e um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Oi! Tranquilo :-)
    E obrigada por divulgar!

    ResponderExcluir
  4. Como são os alemães nesse quesito?

    ResponderExcluir
  5. Na Alemanha é muito tranquilo, Aline. Você anda sossegada na rua e nunca ouve piadinha, nem quanto está passando sozinha por um grupo de homens. Algumas mulheres acostumadas com o comportamento machista até estranham e se perguntam se tem alguma coisa errada com elas... Pra você ter uma ideia, uma vez um garoto me pediu licença na estação de metrô pra me fazer um elogio. E depois saiu andando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que sonho! :P Estou em dúvida sobre qual país visitar na minha primeira viagem internacional... Dividida entre Inglaterra e Alemanha. Mas confesso que a balança está começando a pender pro lado da Alemanha mesmo. O seu blog é ótimo, aliás.

      Excluir