Bonn instala parquímetro
para cobrar imposto de prostitutas

Como vocês já sabem, tudo na Alemanha é muito organizado. Pois a última de Bonn foi reprogramar um parquímetro para funcionar como caixa eletrônico de imposto sexual - pioneirismo nacional.

Antes de começar o expediente, as prostitutas das ruas da cidade precisam ir lá emitir o seu bilhete, no valor de seis euros.


O caixa eletrônico fica na Immenburgstrasse, a única rua de Bonn onde a prostituição é autorizada. E agora também taxada: quem for pego pela fiscalização sem o bilhete, que custa seis euros por noite, paga multa.

Antes de publicarmos a matéria na DW, seis jornais brasileiros já tinham dado a notícia. Ê, Brasil...

Leia o artigo completo na página da Deutsche Welle.

2 comentários:

  1. Nossa fiquei pasma agora!
    A alemanha deveria cobrar impostos das igrejas também, em vez de pagar imposto pra igreja!
    Se essa moda pega, o Brasil vai aceitar a prostituicao como profissao só pra arrecadar impostos também!

    ResponderExcluir
  2. Hahaha, concordo, Ingrid.
    Acho que o Brasil demorou pra legalizar a prostituição. Criminalizar a profissão mais antiga do mundo - e que serve majoritariamente aos homens - é só mais uma prova da hipocrisia que reina no nosso país.

    ResponderExcluir