Criminalidade na Alemanha se combate com placa

Lembra da placa que eu falei no post anterior?
Pois, ontem descobri mais sobre essa história.

(Proibido portar armas e objetos perigosos das 20h às 8h)

O François conversou com os colegas alemães dele no trabalho, e eles contaram que Bremen na verdade é uma cidade tranquila. Essa é a única placa do gênero e fica em uma rua cheia de bares, cassinos e sex-shops, onde um tempo atrás costumavam acontecer guerras de gangues.

Aí, como os alemães obedecem a placas (inclusive os marginais, ao que parece), a prefeitura colocou essa aí, e, segundo os colegas do François, os confrontos entre gangues terminaram.

Bandido de primeiro mundo é outra coisa.

Moin, moin!

Bem vindo a Bremen! Cidade onde as pessoas dizem "moin" em vez de guten morgen, "tác", em vez guten tag e onde no inverno faz sol uma vez por semana.

Cidade-estado no norte do país, Bremen fica a 65 km do Mar do Norte e é ligada pelo Rio Weser a Bremerhaven, cidade portuária mais antiga da Alemanha.

Pelo que andei lendo, Bremen sempre foi meio diferentinha. Na Idade Média, fazia parte da Liga Hanseática - aliança de cidades mercantis onde nunca existiu feudalismo.

Eu cheguei há pouco mais de uma semana e tirei algumas conclusões pessoais: 

1) A cidade é linda, com parques e centros históricos de ruazinhas sinuosas por onde a gente fica contente de se perder.

2) Bremen é maior do que Bonn: a população de mais ou menos 550 mil habitantes sobe para 1,5 milhão se contar a região metropolitana.

3) Bremen é diferente de Bonn: placas na rua indicam que é proibido portar facas, revólveres ou tacos de beisebol depois das 20h (meda...);

4) Eles são fanáticos pelo time de futebol Werder Bremen;

5) Na maior parte do tempo está nublado, chovendo ou com neblina;

Ontem foi o dia de sol desta semana e aproveitei para tirar umas fotos, dá uma olhada, eu conto mais sobre a cidade no álbum:

Bremen