Inscrições abertas para bolsa da Fundação Heinz-Kühn para jovens jornalistas


Pessoal, a fundação Heinz-Kühn está com as inscrições abertas para o programa de bolsas para jornalistas na Alemanha, e candidaturas brasileiras são bem-vindas.

O prazo oficial para se inscrever é até 30 de novembro, mas sei de fonte quente que se mandar até meados de dezembro ainda rola.

Precisa: ser formado em jornalismo, ter pelo menos um ano de experiência profissional, até 35 anos de idade e falar um pouquinho de alemão.

Eles oferecem: passagem de ida e volta, moradia, curso de alemão, estágio em um veículo de comunicação na Alemanha (geralmente na DW) e ajuda de custo de 700 euros por mês.

Para mais detalhes, acesse o site da Heinz-Kühn-Stiftung.

Lembra da revelação de foto em uma hora?

Pois é, não existe mais. Outro dia fui na DM* para imprimir umas fotos digitais, mas não queria aquela impressão express, em que a foto sai na hora, numa qualidade de doer. Aí selecionei a impressão premium, que, pensei, ficaria pronta em uma hora, como nos velhos tempos.

Máquinas de impressão expressa
Quando apertei o botão OK da máquina - ah, sim, é tudo self-service - saiu um cupom com um código. Nada de preço nem de hora da retirada. Li palavra por palavra pra me certificar. Não gosto muito de perguntar para funcionários, porque por aqui todo mundo acha que as pessoas nascem sabendo e aproveitam pra te dar nos dedos se o que você está perguntando já está escrito no papel.

Mas não teve jeito, tive que ir ao caixa perguntar. A mulher disse que as fotos ficariam prontas em até três dias úteis - isso foi na sexta passada. E eu: "Oi?" A moça no caixa percebeu que aquela não teria sido exatamente a minha escolha e aproveitou para me dar nos dedos:

"Quando você não sabe alguma coisa, tem que perguntar." Eu, cá comigo: "Ahã...".

Voltei hoje para buscar as fotos e descobri que:

1) Não existe mais revelação de uma hora. Ou você escolhe a expressa, que sai na hora, ou a especial, que demora três dias.

2) As fotos da impressão premium parecem tão ruins quanto as da impressão expressa. Deve ser a câmera.

* Não sei se eu já falei da DM. Tem em tudo que é canto aqui na Alemanha. É uma espécie de drogaria que vende produtos de higiene, limpeza, cosméticos, alimentação macrobiótica, energéticos - e por acaso também tem serviço de impressão de fotos digitais.